terça-feira, 18 de novembro de 2008

Daqui a muito tempo....

647997

Está a chover e eu estou a passear na praia. Confortável sensação, esta.
Olho para trás e vejo as marcas que vou deixando por onde passo. Gostava de ver as tuas ao lado das minhas, de caminhar junto de ti. Mas não posso… o orgulho não me permite.
Tenho saudades. Não são saudades tuas, mas daquilo que foste um dia. Tenho saudades de nós, abraçados, numa velha paragem. Antigas e boas memórias.
Tenho saudades de andar contigo na rua de mão dada. Tenho saudades da tua presença, só isso.
Vejo as minhas pegadas alcançarem o horizonte, sozinhas. Passei por ti, pela tua vida. Marquei, à minha maneira, o meu lugar e, lamentavelmente, tudo passou. Tudo caiu no esquecimento. Por erro de ambos, reconheço, nos afastamos. Consigo caminhar de queixo erguido e culpar-te só a ti. A ti! Tu erraste, mesmo que inconscientemente, tu erraste! E os meus erros derivaram dos teus, sem sombra de dúvida. As asas que davas à relação num segundo, cortavas depois. Apenas porque te arrependias. E eu, alheio, lá errava….
Tu sabes qual foi a pior coisa que fiz, não sabes? Eu sei que sim. Reconheces que foi por culpa da tua precedente acção? Devias…
É a única coisa que lamento, é que tenha tido um fim tão prematuro. Ah! Como isso me entristece.
Continuei a minha vida sem ti, a muito custo de inicio. Mas agora sou eu de novo, todo Eu! Vi que te aproximavas do abismo e puxei-te para trás, sem que me visses o rosto. Gostava de te conseguir dizer.
Gostava de te atirar isso à cara. Seria um pequeno prazer.
Assim verias o quanto significaste para mim, minha velha paixão. Verias o quanto te amei e aquilo que perdeste. Tu lamentas a vida que tens. Tu lamentas que quem te diz amar não te ame.
Eu amei-te, disse-te. E tu? Riste na minha cara…
É ténue a linha que separa o ódio do amor. Não sei se te amo, não sei se te odeio. É um sentimento agridoce.
Podia mandar-te um beijo, mas não. Mando um abraço. E que nele apanhes toda a força que conseguires para te manteres em pé.


Tenho saudades nossas.

 

PS: a inspiração é pouca, por isso publico mais um texto que muito me fascina. Entendo que seja longo, mas pelo menos fazem uma pausa no trabalho!!

35 comentários:

moi disse...

amei a honestidade e pureza deste texto......e mais não posso dizer!!!!

Fênix disse...

moi


Como te entendo :)



Beijão!




Fênix

moi disse...

Ainda bem que alguém me compreende:);)

Fênix disse...

moi



Poderá ser da nossa proximidade geográfica;).....




Beijo!

moi disse...

olha não sei.....mas não me parece que sejas cá das minhas terras!!!!:)

Anónimo disse...

=)
Estás de volta! Como havias dito que ias fazer 1 pausa, pensei que ainda estivesses em "descanso".

Ai, as saudades... quando as existem é bom sinal.

Beijinho,
Patrícia

Fênix disse...

moi


Pois não sei, mas foi o que saiu.... Temos que esclarecer isso :)



Beijinho



Fênix

Fênix disse...

patricia


Eu vou-me aborrecer contigo, então tú não apareces por cá!!!!

Estava em descanso mas não reisti :)

Espero que estejas bem.


Beijinho



Fênix

moi disse...

Olha ali no mei live trafic diz que tu és de Braga terra de boas gentes ;)....será?!.....eh eh eh

sweetie disse...

Esse texto podia bem ser pra mim.. Se não fosse, acho que não me sentiria tão "incomodada"... Muito bom..

Beijinho!

Fênix disse...

moi

Pois bela gente é verdade :)

Talvez, talvez .....!


Beijo



Fênix

Fênix disse...

sweetie



É muito bom sim, posso dedicar-to se quizeres :)


Beijinho



Fênix

moi disse...

:):):)

Salto-Alto disse...

Gostei imenso do texto. E não pareceu longo. É profundo e marcante. Gostei imenso!

Beijocas!

Fênix disse...

salto-alto



Feliz fico por ser do agrado, muito mesmo :)



Beijão!



Fênix

GANDALF disse...

Belo texto,acho que afinal quem vai querer um autografo sou eu,hehehehe.
Agora aparte séria,acho que todos temos assim uma historia idêntica,que fica para toda a vida e que de vez em quando nos vem assombrar,ou só relembrar que ninguem é perfeito e que os erros são para evitar e com eles aprender alguma coisa.


um abraço amigo

Fênix disse...

gandalf


Pronto, trocamos autografos e uns copos ;)


Sim, todos temos um história onde este texto pode encaixar perfeitamente......



Abraço Amigo

Nelson Alexandre Soares disse...

Não foi no trabalho, mas foi uma bela pausa... =)


Adorei o texto. Até era escusado dizer. Acho que não tive muito maos hipóteses válidas...


Stay Well

Fênix disse...

nelson soares


Obrigado por cá passares e espero que tenhas gostado!

Cá te aguardo :)



Abraço



Fênix

Fênix disse...

nelson soares


Obrigado por cá passares e espero que tenhas gostado!

Cá te aguardo :)



Abraço



Fênix

Áfrodit disse...

Amei este texto!

Um beijo;)

Bombocaa disse...

Bonito mesmo...é da tua autoria?

Fênix disse...

áfrodit


Ainda bem gostas :)



Beijo




Fênix

Fênix disse...

Bomboca




Não é totalmente, diria 70%.....
A maioria sim, mas não é apenas meu, foi um formato que aproveitei e completei.




Beijinho



Fênix

Anjo De Cor disse...

Foi um dos teus textos que mais gostei ;) esta excelente, sincero...
Parabéns! e vive o futuro ;)
Bjs**

Fênix disse...

anjo de cor


Eu queria mesmo era ser um anjo :)



Obrigado, beijinho



Fênix

Bombocaa disse...

Logo vi :)

Fênix disse...

Sim, mas em parte é meu pois a mensagem que passa é na maior parte escrita por mim, de qualquer modo foi uma falha não ter descrito isso no final.


Obrigado pela atenção!




Fênix

Eu mesma! disse...

Bem...
se me permites dizer... o texto é fabuloso...

e a tua frase..

"É ténue a linha que separa o ódio do amor. Não sei se te amo, não sei se te odeio. É um sentimento agridoce."

como eu te compreendo..
apenas um conselho de alguem que nao te conhece nem sabe quem tu és...

nem beijo nem abraço...
e muito menos um ajudar em pensamento...

tu estiveste presente quando foi preciso e a ajuda nao foi aceite...
não ajudes mais...

por vezes, existem realmente pessoas que não vale a pena apostar ou ajudar mais...

e quem te diz isto é alguém que "ainda acredita no Pai Natal" :)

Eu mesma! disse...

este texto foi publicado em tua homenagem...
espero que nao te chateies :)

http://pequenasdecisoes.blogspot.com/2008/11/daqui-muito-tempo.html

Fênix disse...

eu mesma!


Obrigdo pela visista, pelas palavras e pelos sentimentos.....


Beijinho e obrigado



Fênix

Fênix disse...

eu mesma!


Obrigdo pela visista, pelas palavras e pelos sentimentos.....


Beijinho e obrigado



Fênix

mf disse...

Eu cá passei por algo semelhante. E concordo com a 'Eu Mesma'. Continuo a "acreditar no Pai Natal", mas não há cá beijos nem abraços. Se me perdeu... perdeu tudo. Amar, às vezes, é largar a nossa mão por completo. Para que possam aprender a valorizar o que têm... ;)

Fênix disse...

mf


Se tu soubesses como o que dizes tem razão de ser no meu caso....
Mas nem sempre somos fortes o suficiente para agir conforme achamos que devemos. Por vezes algú faz com que fiquemos "presos", mas o tempo tudo cura.... Tudo mesmo.


Beijinho


Fênix

mf disse...

Eu entendo-te. Muito, muito bem, até. Não imaginas o tempo que levei a desprender-me. O que eu tenho de bom é que, quando me desprendo, não dou mais nenhuma hipótese. Porque, nessa altura, amar-me a mim mesma fala mais alto... ;)